Latest News

Liked this article?
See here the list of latest news published by Servdebt. We have more articles that may be of interest.

2014-08-28 | Market Overview
Bank of Greece Sets Out Policy on Handling Troubled Retail Loans
2014-07-24 | Market Overview
Profit recovery picks up at Spain’s Sabadell, Bankinter
2014-07-21 | Market Overview
Spain’s Notes on Seven-Day Winning Run as ECB Insulates Markets
2014-07-17 | Market Overview
European bank stocks diverge from credit
2014-07-16 | Market Overview
Portugal Raises 1.25 Billion Euros in Treasury Bill Auction
2014-05-29 | Market Overview
Legislação melhorou taxa de sucesso nos processos de mediação

Share
A taxa de sucesso dos processos abertos, no ano passado, pelo mediador do crédito ascendeu a 77%, o que representa uma melhoria face à taxa de sucesso média da ordem dos 60% desde que esta figura jurídica foi criada em 2009.
Maria Clara Machado, mediadora do crédito, considera que a taxa de sucesso alcançada em 2013 "dificilmente será repetível" e decorre do facto de a "generalidade das instituições financeiras terem ajustado os seus procedimentos de recuperação de crédito eventualmente devido às alterações legislativas" introduzidas.

Em declarações no "III Fórum sobre Crédito e Educação Financeira", promovido esta quinta-feira pelo "Diário Económico", Maria Clara Machado defendeu que "a mitigação do problema do sobreendividamento passa pela redução do desemprego, e a redução do desemprego passa pelo crescimento e o crescimento passa pelo investimento".

No ano passado, foram abertos 654 processos de mediação do crédito, que levaram o total de processos iniciados desde 2009 para 1.711.

João Amaral Tomaz, administrador do Banco de Portugal com o pelouro da Supervisão Comportamental, lembrou que no ano passado "surgiram dois diplomas particularmente importantes" no âmbito do crédito, isto é, o regime geral do incumprimento e a alteração relativa a fixação de taxas máximas do crédito ao consumo.

Apesar do conjunto de alterações legislativas introduzidas nos últimos anos, "não podemos pensar que todo o trabalho está feito, há muita coisa para fazer", ressalvou o responsável do Banco de Portugal.

Já Jorge Morgado, secretário-geral da Deco, alertou para o risco de com o "abrandamento da crise" reaparecerem alguns erros cometidos no passado, nomeadamente no que se refere ao crédito fácil e estratégias de marketing.

Jorge Morgado considerou também que o "tecto [das taxas no crédito ao consumo] ainda é demasiado alto se comparado com outros países da Europa comunitária nomeadamente a França". "A redução desse tecto era com certeza uma medida adequada de apoio aos sobreendividados", sublinhou o especialista da Deco.

Além disso, reiterou que a associação de protecção dos direitos dos consumidores tem defendido um maior acompanhamento comportamental por parte do Banco de Portugal junto das instituições financeiras. Além disso, apontou para a necessidade de um observatório da publicidade no âmbito do crédito e para um quadro de boas práticas e apelou para a intervenção do regulador na "publicidade enganosa nesta área" e para a regulamentação das empresas de recuperação de crédito.

Joao Amaral Tomaz, contudo, defendeu que a actuação do Banco de Portugal tem sido "diligente e atempada em relação àquilo que são as suas competências", sublinhando que esta tem sido "um exemplo" a nível comportamental.

In: Jornal de Negócios

Share
Latest News
  • 2014-11-21
    As Amizades que se usam por aí
    A palavra amizade deriva do latim Amicus e mais não é do que uma relação de afetividade entre duas pessoas, cuja característica primordial é o altruísmo. É suposto existir sem esperarmos do “outro” qualquer benefício.
  • 2014-09-19
    O esquema Ponzi Institucional
    Muito se tem ouvido falar, desde 2008, do famoso esquema Ponzi. O esquema toma a designação de um cidadão italiano de nome Carlo Ponzi que, no início dos anos 20 do século passado, se tornou famoso por defraudar investidores americanos ao vender-lhes a promessa de retornos de 50% em 45 dias ou de 100% no prazo de 90 dias.
  • 2014-08-22
    O poder de um nome
    Durante quase um século o nome Espírito Santo foi sinónimo de poder, de respeitabilidade, de segurança. Clientes, investidores e Estado, confiavam nas suas decisões e nas opiniões que emitiam sobre quase todos os temas nacionais.
  • 2014-07-03
    Servdebt atinge 3,5 mil milhões de carteira de crédito sob gestão
    A empresa ganhou no final do semestre a gestão de 800 milhões de bancos nacionais e estrangeiros. A Servdebt ganhou a gestão de 800 milhões de euros de carteiras de crédito em incumprimento no final do primeiro semestre deste ano, tendo subido para 3,5 mil milhões de euros o montante de activos geridos pela empresa.
  • 2014-06-20
    A Seleção como reflexo do país
    Portugal perdeu o primeiro jogo do mundial de 2014 com a Alemanha. Não foi uma simples derrota, sempre possível atendendo a que jogamos com uma das equipas candidatas ao título e claramente uma das favoritas.
  • 2014-05-16
    Dream Big
    “Um sonho grande dá o mesmo trabalho do que um sonho pequeno – então porque não pensar grande?” – A frase é atribuída ao empresário Jorge Paulo Lemman e paira como mantra nos negócios que ele e os seus sócios, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira criaram, desenvolveram e os transformaram em líderes mundiais. É este sonho, esta ambição, este inconformismo permanente, que transformou uma empresa falhada, sem gestão profissional, com gastos exorbitantes e receitas paupérrimas, na maior multinacional cervejeira do mundo.
Highlight

Servdebt uses an advanced technology developed in house to improve the management of non performing loans and that integrates loan accounting, servicing, asset management and investor reporting into a single system.

Read More
Servdebt Properties